Colégio Arquidiocesano de Ouro Branco completa 25 anos

16/05/2017 às 13h59

No dia 13 de maio o Colégio Arquidiocesano de Ouro Branco (CAOB) completou 25 anos de fundação. Para comemorar a data, uma missa em ação de graças foi celebrada na manhã do sábado, presidida pelo Padre Paulo Barbosa e concelebrada pelos padres Geraldo Lopes de Paula, Geraldo Luzia do Carmo, Rogério de Oliveira Pereira, João Ferreira, Valter Monteiro, Geraldo Barbosa, José Gilvan Nascimento Silva, Bruno Rodrigues e Diácono Paulo Isaías.

Na celebração, o padre Paulo enfatizou o quanto o CAOB contribui com a fé católica em Ouro Branco, oferecendo uma educação de qualidade através da parceria com o Colégio Santa Maria. Ao final da missa, o coral do 3º ano do Ensino Médio e dos alunos do 1º ao 3º ano do Ensino Fundamental I coroaram Nossa Senhora. Houve, ainda, a inauguração do oratório dedicado a Nossa Senhora de Fátima, em representatividade a data de sua aparição e ao aniversário do colégio.

Para o diretor do colégio, padre Lelete, o esforço na organização da comemoração foi compensado. “Hoje juntos estamos para agradecer os 25 anos de sonho. Que lá de cima Dom Luciano e padre Vicente roguem a Deus para que o nosso sonho continue sendo realidade e dando-nos luzes para encontrar caminhos para superar as nossas necessidades”, pediu.

Durante a comemoração, os alunos do 4º e 5º ano do Ensino Fundamental I fizeram apresentações de danças para homenagear as famílias presentes. A valsa foi dançada pelos alunos do 8º ao 9º do Ensino Fundamental II e do 1º e 2º ano do Ensino médio como simbologia a nobreza da data e a sua importância para a comunidade escolar.

Outras homenagens aos funcionários e alunos foram prestadas nas galerias da instituição. Lá estavam expostos os projetos e festas ocorridos durante os 25 anos de existência do colégio, além de vídeos que trouxeram depoimentos de ex-funcionários, painéis com troféus consquistados pelos estudantes, fotos com históricos acadêmicos e uma homenagem a todos os alunos e funcionários falecidos.

 

História do Colégio

Em 1976, com o crescimento e o progresso da cidade de Ouro Branco devido a chegada de uma empresa siderúrgica, houve a necessidade de criar um colégio católico na cidade. Assim, padre Vicente Jacob e o Arcebispo de Mariana, Dom Oscar de Oliveira, solicitaram ao prefeito, Fernando de Oliveira Silva, uma área da prefeitura para a construção do colégio. Logo a solicitação foi atendida. Nesse período, Dom Oscar se aposenta, e Dom Luciano dá continuidade ao projeto da construção do colégio.

De 1989 a 1992 o colégio é construído. Tem como primeiro diretor o padre Vicente Jacob, que logo entra em contado com Belo Horizonte para fazer parte do Sistema de Ensino Arquidiocesano, atual Colégio Santa Maria, e é imediatamente atendido.

Enfrentando dificuldades financeiras, em 1994 e 1996 o colégio recebe ajuda da prefeitura. Mesmo assim, prestes a fechar, vê-se a necessidade de cobrar uma pequena mensalidade, ideia aceita pelos pais dos alunos. Esse valor, ainda hoje, é um dos mais baixos da região, dando assim oportunidade de ensino de qualidade para todas as classes financeiras. 

 

Fotos: Colégio Arquidiocesano de Ouro Branco

Colaboração: Direção e Equipe Pedagógica do Colégio Arquidiocesano de Ouro Branco

 


Voltar

Confira também: