Ato contra a reforma da Previdência Social é realizado em Mariana

15/03/2017 às 16h17

Professores, estudantes, representantes de sindicatos e movimentos se reuniram na Praça Gomes Freire, em Mariana, na manhã desta quarta-feira, 15, para o ato contra a reforma da Previdência Social, proposta pelo governo federal, que prevê a idade mínima de 65 anos para se aposentar e para ter direito ao benefício integral mínimo de 49 anos de contribuição.

Segurando faixas, cartazes e com gritos de ordem, os participantes percorreram várias ruas cidade em sintonia com o movimento nacional, que ocorre em várias cidades brasileiras. “Eu vejo este ato como sendo de extrema importância. Hoje é um dia impar, que nacionalmente estamos contra a reforma da previdência e estamos iniciando uma greve nacional da educação. Vários setores estão parando para mandar um recado para o congresso. Este ato mostra que o gigante não está dormindo e que vamos continuar na luta”, ressalta o professor, Wesley Santinho.

Segundo a Polícia Militar mais de 400 pessoas participaram da caminhada. Para o padre Geraldo Barbosa, que acompanhou o movimento, é bonito ver o povo de Mariana nas ruas. “Este foi um momento positivo para a cidade. Chamou atenção ver esse despertar de Mariana, com os jovens e estudantes na rua. Não é para fazer greve e ficar em casa, mas é um momento de apresentar e pensar em alternativas”, disse o presbítero.

Em sua fala, o padre lembrou do bispo Dom Silvério como um exemplo de garra. “Dom Silvério era uma criança pobre e negra que veio para Mariana estudar e ficou reconhecido, ele fez um bonito trabalho. E hoje é interessante ver a escola Dom Silvério tão envolvida nesta luta”, conta.

Presença da Câmara

Ao longo da caminhada foram realizados vários momentos de fala. Um que ganhou destaque foi o realizado em frete à Câmara de Vereadores e o presidente da Câmara, Fernando Sampaio de Castro, se comprometeu em apresentar um ofício se posicionando contra a reforma na reunião da próxima segunda-feira, 20 de março.

O ato foi finalizado em frente à Prefeitura Municipal. Em seguida o grupo seguiu para o Colégio Dom Silvério para encaminhar as próximas ações e pautas.


Voltar

Confira também: