Sexta-feira, 27 de Março de 2015
Arquidiocese de Mariana

23/jun/2010
Escola Diaconal São Lourenço zela pela formação de seus alunos

O Diaconato Permanente foi instituído pelos apóstolos como podemos ver em Atos 6, 1-6 a imposição de mãos sobre os primeiros sete diáconos: Filipe, Prócoro, Nicanor, Tímon, Pármenas, Nicolau e Estêvão que foi o primeiro mártir (At. 6,8-7,60). Podemos, ainda, ver outras referências como Fl. 1,1 e 1 Tm. 3,8ss. O Diaconato teve forte presença na Igreja do Ocidente até o século V, depois por algumas razões foi desaparecendo.

Sendo, então, restabelecido pelo Concílio Vaticano II (cf LG 29). Inicialmente foi regulamentado pelo papa Paulo VI, em 1967 no Motu Próprio “Sacrum Diaconatus Ordinem”. Em 31 de março deste ano foram promulgados pela Congregação para o Clero as “Normas Fundamentais para a Formação dos Diáconos Permanentes” e “O Diretório do Ministério e da Vida dos Diáconos Permanentes”.

Tal restauração do diaconato permanente vem hoje como uma exigência pastoral para toda Igreja. Foi neste contexto que dom Geraldo Lyrio Rocha, em continuidade ao trabalho já iniciado por dom Luciano Mendes, deu prosseguimento nesta Arquidiocese de Mariana à formação de candidatos ao diaconato permanente.

No dia 26 de abril de 2008, teve início no Seminário São José da Arquidiocese de Mariana a formação da nova turma da Escola Diaconal São Lourenço, sob a direção do reitor, padre Lauro Sérgio Versiani Barbosa.

No primeiro encontro, os candidatos ao diaconato permanente, juntamente com suas esposas, foram recebidos pelo reitor. Neste momento, padre Lauro fez uma partilha utilizando o texto Bíblico de Atos 6, 1-7, que fala da escolhas dos primeiros diáconos permanentes. Logo após este momento especial, os candidatos foram apresentados a dom Geraldo, estando presentes os atuais diáconos permanentes da Arquidiocese.

 

Escola Diaconal São Lourenço

A Escola Diaconal São Lourenço é hoje composta pelos seguintes candidatos:

? Carlos Roberto Lucas – Paróquia de N. S. da Oliveira de Senhora de Oliveira;

? Celso Gomes Conde – Paróquia de São José de Ressaquinha;

? Evanildo Santana Braga – Paróquia de São Sebastião de Itabirito;

? Fernando Antonio M. do Prado – Paróquia de N. S. da Piedade de Barbacena;

? Francisco Carlos de A. Gomes – Paróquia de São Pedro de Barbacena;

? Irineu Carneiro de Campos – Paróquia do Divino Espírito Santo de Barbacena;

? João Carlos Braga – Paróquia de N. S. da Boa Viagem de Itabirito;

? José da Silva Pires – Paróquia de São Sebastião de Itabirito;

? Marcelo Ferreira da Silva – Paróquia N. S. do Loreto – Arquidiocese Militar de Belo Horizonte-MG;

? Osvaldo Mota da Silva – Paróquia do Espírito Santo de Ouro Branco;

? Pedro Bertal Lucinho – Paróquia de N. S. das Brotas de Entre Rios de Minas;

? Paulo Isaias Vieira – Paróquia de Nossa Senhora da Assunção de Mariana;

? Ronaldo Teixeira Batista – Paróquia de Santa Rita de Viçosa;

? Sebastião Góis Pereira – Paróquia de N. S. da Boa Viagem de Itabirito; e

? Tanus Henriques – Paróquia da Sagrada Família de Ouro Branco.

Até a presente data os candidatos tiveram os seguintes módulos de formação:

? Historia da Igreja (24 e 25/05/2008 , 07 e 08/06/2008, 22 e 23/11/2008) com o Padre Enzo;

? Iniciação Bíblica AT e NT (21/07/2008 a 25/07/2008) Monsenhor Celso e Seminarista (hoje Padre) Geraldo Buziani;

? Introdução geral à Teologia (23 e 24/08/2008) Padre Luis Antonio;

? Teologia Fundamental (27 e 28/09/2008 e 18 e 19/10/2008) Padre Luis Antonio;

? Estudo Bíblico do AntigoTestamento (05 a 10/01/2009) Monsenhor Celso;

? Estudo das Cartas Paulinas (05 a 10/01/2009 e  22 a 24/07/2009) Padre Danival;

? Estudo do Pentateuco (21 e 22/03/2009) Monsenhor Celso;

? Introdução a Historiografia Bíblica (25 e 26/04/2009) Padre Luis Claudio;

? Liturgia (23 e 24/05/2009, 27 e 28/06/2009) Padre Geovane;

? Evangelho de Jesus Cristo segundo São João (20 e 21/07/2009, 12 e 13/12/2009 ) Padre Jose Raimundo;

? Direito Canonico (22 e 23/08/2009,12 e 13/09/2009) Padre Roberto Natali;

? Liturgia e Introdução a Sacramentos (14 e 15/11/2009, 17 e 18/10/2009 ) Padre Geovane;

? Sentido Pascal da Morte Cristã ( 04 e 05/01/10) Padre Luis Claudio;

? Liturgia das Horas (06 e 07/01/2010) Padre Geraldo Buziani;

? Os Sacramentos (07 e 08/01/2010) Padre Geovane;

? Antropologia Filosófica (20 e 21/03/2010) Padre Edmar;

? Cristologia (24 e 25/04/2010) Padre Lauro;

? Trindade (22 e 23/05/2010) Padre Lauro; e

? Teologia Moral (19 e 20/05/2010) Padre Marcelo.

Foram também realizados dois Retiros Espirituais:

? 13 a 15 de fevereiro de 2009 – Tema: “Discípulos Missionários de Jesus Cristo na escola de São Paulo”, tendo como Pregador o Pe. Lauro; e

? 19 a 21 de fevereiro de 2010 – Tema: “Existir é ser amado por Deus e ser amado por Deus é tudo”, tendo como Pregador o padre Danival.

Os candidatos ao diaconato permanente ressaltam que a caminhada tem sido para todos eles grandes momentos de formação, oração, partilha, meditação e crescimento espiritual e humano de um modo geral. “Sinto grande alegria em poder participar desta divulgação da Escola Diaconal São Lourenço, fundada por dom Luciano com especial carinho. Nestes períodos de estudos, o nosso crescimento espiritual e pessoal tem sido imensurável, graças à dedicação e o empenho dos formadores que nos transmitem os ensinamentos com tanta sabedoria. Padre Lauro tem especial atenção com a Escola Diaconal e não poupa esforços no apoio e atenção aos candidatos ao diaconato permanente, salientamos o carinho de dom Geraldo, que sempre que possível, faz questão de dirigir-nos algumas palavras de apoio e incentivo nesta caminhada vocacional. Não posso deixar de mencionar também os funcionários e seminaristas que estão sempre ao nosso lado. Com a intercessão de Nossa Senhora e São Lourenço, colocamos nas mãos de Deus a nossa vocação, confiantes no amor de Nosso Senhor Jesus Cristo com a força do Espírito Santo”, diz o candidato ao diaconato permanente, Tanus Henrique.

Por fim, qualquer fiel, “tendo recebido a missio canônica, pode exercer praticamente todas as funções litúrgicas atribuídas ao diácono. Todavia, a missão específica de zelar com amor pela caridade de todo povo é típica da vocação do diácono, chamado por Deus, em Jesus Cristo, na força do Espírito Santo, para ser sinal permanente da diaconia da Igreja”.

A realidade do diaconato é ontológica. Não é o seu fazer que determina o que ele é, mas o seu ser configurado a Cristo em sua função de servo. O serviço de nossos futuros diácono é o serviço da Igreja sacramentalizado. Eles serão, como diz João Paulo II, sinais vivos da condição de Cristo servo da sua Igreja.

Deixe aqui seu comentário:

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Samsung Galaxy S4, Galaxy S5 Outlook synchronisieren, Android update, Eclipse